MONITORANDO ONDAS NO BRASIL COM O PROJETO “SENTINELAS DO MAR” E COM O PROGRAMA DE INFORMAÇÃO COSTEIRA

Evento: Seminário da Divisão de Modelagem Numérica do Sistema Terrestre
Organizador: DIMNT/INPE

Palestrante: Prof. Tit. Eloi Melo, Ph.D.
Contato: melo.eloi@gmail.com

Data: 11 de novembro de 2020
Horário: 15H30

Biografia: Possui graduação em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1976), mestrado em Engenharia Oceânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(1982) e doutorado (Ph.D.) em Applied Ocean Science pela University of California, San Diego (1989). Foi Engenheiro Pesquisador do Instituto de Pesquisas da Marinha, IPqM (1980-1983) e professor das seguintes instituições: Escola de Engenharia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ (1980-1990); do Programa de Engenharia Oceânica / COPPE da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ (1990-1994); do Depto. de Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC (1994-2009),onde fundou o Laboratório de Hidráulica Marítima, e da Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande, FURG (2009-2017), onde participou da criação e implantação do curso de Engenharia Civil Costeira e Portuária. Aposentou-se, aos 64 anos, como Professor Titular pela FURG em Maio/2017.Tem experiência de ensino e pesquisa nas áreas de Engenharia Costeira e de Oceanografia Física, atuando, principalmente, nos temas Ondas Oceânicas e Hidrodinâmica Costeira.

Resumo da palestra:
A palestra apresentará um pouco da experiência do autor na criação e condução de duas campanhas de monitoramento de ondas no litoral brasileiro: O projeto Sentinelas do Mar e o Programa de Informação Costeira – on line.

Na primeira, conduzida de 1991 a 1994, foi organizada uma rede de monitoramento visual das condições do mar com a participação de surfistas voluntários que cobriu a costa brasileira do Ceará ao Rio Grande do Sul.

A segunda campanha, conduzida de 2001 a 2005, foi realizada ao largo da Ilha de Santa Catarina usando um ondógrafo direcional que, pela primeira vez no país, disponibilizava, gratuitamente, dados sobre as condições do mar em tempo real via internet. A palestra apresentará alguns resultados e,principalmente, resgatará a história por trás desses projetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *